O Estereótipo Corporativo

Imagem

Apesar de viver aqui a quase duas décadas, não consegui entender completamente as mais estranhas peculiaridades do povo brasileiro. Dentre essas, está a repulsa (não arrumei termo melhor) ao empresariado, é difícil ser dono do seu próprio negócio nesse país e não ser olhado com desconfiança, vez ou outra, pelas demais classes, como se o sucesso estivesse restrito apenas a corruptos e inescrupulosos. 

Se não bastasse, até os filhos dessas pessoas muitas vezes recebem um estigma que não lhe cabe. Por meu pai ser empresário, sou obrigado a ouvir piadinhas do tipo “sua vida tá feita”; isso é muito chato, quem me conhece sabe o quanto eu estudo, busco me informar e conseguir as coisas por méritos próprios, até por que tenho consciência de que esse “sua vida tá feita” só possui um mínimo de lógica na cabeça de quem o diz.

Imagem

 

FDS em Vegas ou Cayman?

Quando um aluno chega para o professor e diz que pretender ser médico, certamente ouve que é muito difícil, mas com bastante esforço consegue. Agora vá dizer que quer ser empresário… Se receber um boa sorte é por que está em um dia bom, muitos se limitam a somente dar uma risadinha esnobe.

Talvez por essa razão, sejam poucos os jovens (que eu conheço) que desejam seguir o caminho do empreendedorismo, as exceções são justamente aqueles que possuem algum caso de sucesso na família, por que esses sabem que o mundo corporativo não é loteria, nem muito menos crime organizado, é habilidade, como toda profissão.

P.S: Não queria explicar que o jato é só de gozação, mas sei que vai ter gente falando besteira depois.

Anúncios