A volta do que não foi

É pessoal, eu sei que vocês já devem ter comemorado bastante a minha provável morte, mas sinto informar que estou vivo e com uma boa desculpa pra dar sobre meu sumiço.

As últimas semanas tem sido muito corridas, não só pra mim como pra milhões de outros estudantes que fizeram o tão aguardado ENEM no último final de semana. A prova desse ano foi um tanto… interessante, mas em um outro momento comento sobre isso, hoje pretendo somente dar um panorama geral do que se assucedeu em gaia no modo OFF.

Apesar da tensão, mantive o minha rotina de estudos no mesmo ritmo que já vinha o ano inteiro, o ponto que mais pesou pra minha “indisponibilidade” foi o curso de Gestão Estratégica que estou fazendo pela Fundação Bradesco. Comecei no início de setembro e era pra ter acabado sexta feira (25), mas em virtude da pressão do vestibular, acabei adiando dois módulos que certamente concluirei no dia 11 de novembro (Caso não reprove).

Só pra vocês terem uma ideia do buraco em que me enfiei:

 

Imagem

Imagem

 

E não, vocês não viram nada.

Alie isso aí a indecisão de escolher a carreira, porque isso sim é muito pior do que estudar para o vestibular, as dúvidas esgotam e desanimam o vestibulando mais que as noites em claro debruçado sobre o computador e rascunhos pra tudo quanto é lado (se identificaram? kkk). Como já falei aqui em outro post, na tentativa de sanar essas dúvidas, estou frequentado aulas de alguns cursos pra ver qual tem mais a minha cara, porém percebo que a dúvida só está aumentando, por que curioso ao extremo que sou, acabo me interessando por tudo. Então, amigos universitários, não me chamem mais pra nada, please!

Pra finalizar, deixo meu amigo Jefferson dar a luz da sua sabedoria e perspicácia:

Imagem